18 de junho

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
29/08/23 às 15h28 - Atualizado em 29/08/23 às 15h28

Estrada Setor Policial Militar começa a receber novo pavimento rígido

COMPARTILHAR

O Governo do Distrito Federal (GDF) iniciou a construção do pavimento rígido da Estrada Setor Policial Militar (ESPM). Os serviços fazem parte do pacote de intervenções urbanas realizadas na região para garantir maior fluidez no tráfego aos 65 mil motoristas que passam pela via todos os dias.

As melhorias também configuram importantes avanços para a consolidação do chamado Corredor Eixo Oeste, que terá 38,7 km de extensão, ligando as principais vias do Sol Nascente/Pôr do Sol ao Plano Piloto. O objetivo é reduzir, para 30 minutos, o tempo de deslocamento entre as duas regiões.


Ampliação da ESPM contemplará novas faixas do transporte coletivo com o intuito de dar maior fluidez ao trânsito | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

O secretário de Obras e Infraestrutura do DF, Luciano Carvalho, explica que a Estrada Setor Policial Militar irá receber novas faixas do transporte coletivo para acabar com o gargalo no trânsito. “A ESPM é uma via extremamente usada. Hoje, esses motoristas enfrentam congestionamento, porque há três faixas, em cada sentido da pista, sendo que uma delas é exclusiva para uso do transporte coletivo. É algo mais do que justo, mas acaba por sobrecarregar o trânsito. Nosso objetivo é construir faixas para os ônibus, liberando as demais para o fluxo de outros veículos”, aponta.

As intervenções na ESPM são executadas por empresas contratadas pela Secretaria de Obras e Infraestrutura do DF (SODF). O GDF investiu R$ 56,7 milhões nos serviços de aprimoramento da estrada.

Mobilidade

Até o momento, as equipes concluíram a instalação de 3,65 km de pavimentos asfáltico e de concreto, além das sinalizações verticais e horizontais. “É mais uma obra na nossa capital onde o corredor de ônibus é feito com pavimento em concreto. É uma técnica excelente que dá muito mais durabilidade, qualidade e conforto para o usuário de transporte coletivo”, resume Carvalho.

O trecho também conta com 1,85 km de novas ciclovias e 500 m de calçadas já construídas. Em breve, a região receberá as novas árvores que irão compor a paisagem da região.


Arte: Agência Brasília

Outra etapa bem avançada é a construção da rede de drenagem, que terá 8,56 mil metros de extensão. Além da construção da extensa galeria subterrânea, os serviços incluem tunnel liners (redes de drenagem em método não destrutivo), bocas de lobo, poços de visitação e uma bacia de detenção com capacidade para 357,5 mil m³.

Usuários aprovam


Bruno dos Santos: “A benfeitoria vai melhorar a fluidez do trânsito”

O comerciante Bruno dos Santos, 30 anos, utiliza a via diariamente para ir ao trabalho. Ele elogia o andamento das obras: “Eu trabalho aqui e preciso passar pela região diariamente. Quando dá em torno de 7h começa a complicar o trânsito. A benfeitoria vai melhorar a fluidez do trânsito”.


Bruno dos Santos: “A benfeitoria vai melhorar a fluidez do trânsito”

O motoboy Lucas Luiz Pereira, 29 anos, concorda com o comerciante. “O trânsito aqui é muito pesado na parte da manhã e ao final da tarde. Com as novas faixas, haverá uma melhora, com certeza. Eu, que presto serviços de motoboy, também preciso passar por aqui diariamente e vejo que o congestionamento é complicado”, relata.

 

Mapa do site Dúvidas frequentes