20 de junho

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
16/02/23 às 20h45 - Atualizado em 16/02/23 às 20h46

Reunião com governadora define últimos ajustes para o Carnaval da Paz

COMPARTILHAR

Os ajustes finais para o Carnaval da Paz no Distrito Federal foram feitos em reunião nesta quinta-feira (16), no Palácio do Buriti. Membros do governo alinharam questões de segurança, documentação e divulgação para que a população possa cair na folia.

Estima-se que o Carnaval vá reunir 1,5 milhão de pessoas nas ruas e mais de 200 blocos ocupem as ruas do DF. O investimento na festa será de aproximadamente R$ 12 milhões, sendo cerca de R$ 5 milhões oriundos do Fundo de Apoio à Cultura (FAC-DF) e R$ 2,8 milhões via emendas parlamentares dos deputados distritais Iolando, Hermeto, Eduardo Pedrosa e Fábio Félix. O restante é verba utilizada com publicidade, entre outras ações.

“Vamos trabalhar para termos o melhor Carnaval da Paz, e temos que ter pronta resposta para a festa e eventuais ocorrências, seja na saúde, na segurança e em outras áreas”, pede a governadora em exercício Celina Leão.

A reunião foi conduzida pelo secretário de Governo, José Humberto Pires de Araújo, e contou com gestores de mais de 20 órgãos. No período do Carnaval, os titulares das secretarias vão participar de um grupo de WhatsApp para atuarem de forma integrada e em regime de plantão para eventuais ocorrências.

“Essa sintonia fina aqui precisava ser feita, né? A partir de amanhã já é sexta-feira de Carnaval, vem sábado, domingo, segunda e terça, que é a data festiva mesmo. Os órgãos trouxeram informações muito substanciais e bem apresentadas para um planejamento já com as possíveis incidências que podem acontecer para que a gente possa trabalhar de maneira preventiva”, destaca o secretário de Governo.

 

Transporte

O sistema de transporte público terá reforço e o horário de funcionamento se estenderá até duas horas após o término das festividades. “Vamos estender o período de corujão. Teremos 180 ônibus só neste período para atender a população no Carnaval”, informa o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro.

Na sexta-feira (17), os ônibus seguirão a tabela horária de dia útil. No sábado (18), será a de sábado e, no domingo (19), será a tabela de domingos e feriados.

Já na segunda-feira (20), as viagens serão de dia útil. Na terça-feira (21), os ônibus circularão com tabela de domingo. Por sua vez, na Quarta-Feira de Cinzas (22), a frota circulará normalmente com tabela horária de dia útil, com reforço nas linhas entre 11h e 13h, em função do início do expediente dos órgãos públicos que iniciará às 14h.

No sábado (25), a capital ainda contará com os últimos eventos de Carnaval e, para atender a despedida dos foliões, os ônibus circularão com a tabela horária de sábado. Também haverá reforço de viagens até 2h após o encerramento das festividades.

Carnaval da Paz

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) apresentou a Operação Carnaval, que será executada até 25 de fevereiro nos principais locais de festividades para monitorar 189 blocos em todo o DF. A central de controle da pasta montada para o Carnaval, chamada de Cidade Policial, vai funcionar ao lado da Torre de TV.

No Plano Piloto, os blocos vão se concentrar nas asas Sul e Norte, Setor Comercial Sul, Eixo Ibero-Americano e Memorial dos Povos Indígenas. Haverá também segurança nos blocos em outras regiões administrativas, a exemplo de Cruzeiro, Taguatinga, Ceilândia, São Sebastião, Planaltina e Águas Claras.

Reforço na saúde

O sistema de saúde também terá reforço para atender ocorrências, com equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de prontidão para dar assistência aos foliões. Ao todo, serão 130 servidores à disposição.

Nos hospitais, haverá plantão para servidores e a liberação de leitos para possíveis urgências, e nas unidades de pronto atendimento (UPAs) e tendas de blocos haverá distribuição de preservativos masculino e feminino.

A Secretaria da Mulher vai estar nas ruas orientando as mulheres sobre casos de violência e assédio e também vai fixar cartazes educativos em pontos estratégicos.

 

Ian Ferraz, da Agência Brasília

Fotos: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Mapa do site Dúvidas frequentes