27 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
10/02/23 às 17h30 - Atualizado em 10/02/23 às 16h56

Passagem subterrânea da 107/207 na Asa Sul ganha reparos

COMPARTILHAR

A gerente de atendimento, Iracema Vieria, de 37 anos, mora no Entorno do DF, mas utiliza a passagem subterrânea da 107/207 Sul há quase 20 anos para chegar até o trabalho. Nesta semana, ela comemorou os reparos feitos pela Administração Regional do Plano Piloto que tapou as bocas de lobo abertas no espaço.

“Estava muito perigoso, não somente para idosos e crianças, mas também para nós que, muitas das vezes, saímos cansados do serviço e, se distraídos, podemos nos machucar nos buracos ao longo do caminho”, disse. Agora, após a instalação de 27 grelhas nas bocas de lobo da passagem subterrânea, os usuários do local, como a Iracema, podem transitar despreocupados. “Essas ações são muito importante para todos que utilizam esta passagem”, pontuou.

A grelhas trazem, além de segurança aos pedestres, um melhor escoamento para a água da chuva.  Ao todo, 21 grelhas novas foram fixadas e outras seis foram recuperadas pela equipe de obras e reeducandos da administração. Todo o trabalho foi concluído em três dias.

 

 

Ação imediata

Após relato feito por meio da ouvidoria do órgão, de que as bocas de lobos da passagem subterrânea estavam abertas e sem tampas, o administrador do Plano Piloto, Valdemar Medeiros, determinou que o reparo fosse feito imediatamente. “Muitas tampas foram furtadas, um problema crônico nos espaços públicos de Brasília e, por isso, é muito importante que todos os problemas sejam relatados por meio de nossa ouvidoria, para que possamos agir o mais rápido possível”, destacou o administrador, que está em seu primeiro mês à frente do órgão.

O furto de grelhas e outros equipamentos já foi presenciado até mesmo por moradores e usuários dos espaços públicos. “Eu utilizo essa passagem há três anos e já vi pessoas furtando essas grelhas. Isso nos revolta e chega a ser vergonhosa a falta de respeito com todos que utilizam o local”, afirmou o zelador José Reis, de 41 anos. “Eu gostei de ver que foram feitos os reparos. Estava uma coisa muito feia e perigosa, agora temos mais segurança para passar no local e não nos acidentarmos”, completou o também zelador, Adilson Trindade, de 56 anos.

 

De acordo com o coordenador de comunicação da quadra 207 Sul, Caio d’Arcanchy, que sofreu acidente com a bicicleta ao usar, recentemente, na passagem subterrânea sem as tampas das bocas de lobo, foi uma “surpresa” a ação imediata da Administração Regional. “Primeiro, eu fiquei pasmo com a resposta. Depois, cético se haveria reparos. Duvidei até ver pronto”, contou. “Conversei com diversos prefeitos e todos estão surpresos com a abertura do administrador do Plano Piloto. Não somos mais recebidos apenas para um cafezinho”, completou.

 “A equipe da administração tem trabalhado bastante para atender a toda a demanda e em uma gestão participativa, como é a proposta por nós, tenho certeza que conseguiremos realizar os reparos necessários para que a nossa região seja um orgulho para todos que vivem nela”, destacou Valdemar Medeiros.

De acordo com ele, grelhas furtadas que foram resgatas abandonadas em área verde da quadra 108 Sul também foram usadas nos reparos da passagem subterrânea da 107/207. “Retiramos as que foram abandonadas lá na quadra e já utilizamos nesta pequena obra, ou seja, o objetivo é agir e realizar, evitando transtornos para a população, como aconteceu neste caso, que em poucos dias, retiramos as grelhas de um local e já instalamos em outro, que estavam sem”, finalizou o administrador do Plano Piloto.

 

 

"Fico muito feliz que o poder público esteja atento a demanda, pois faz muita diferença no dia a dia de quem utiliza esse espaço. É chato ver que a própria população, na maioria das vezes, quem destrói as coisas”

Teresinha Teixeira, 40 anos, doméstica

 

"O governo está de parabéns, pois vejo muita gente furtando e vandalizando essa passagem subterrânea e a administração se mostrou atenta: veio e fez os reparos necessários. Agora esperamos que a população seja consciente e não destrua os bens públicos”

Maria Gomes, 62 anos, doméstica

 

 

Por John Goneli e Lívio di Araújo

Fotos: Amanda Duarte / Caio d’Arcanchy

Mapa do site Dúvidas frequentes