18 de outubro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
22/12/20 às 17h26 - Atualizado em 28/12/20 às 11h19

Bueiros de tesourinhas passam por limpeza

COMPARTILHAR

Com a chegada das chuvas, as tesourinhas do Plano Piloto sofrem com o acúmulo de água, algo que dificulta o trânsito de veículos com frequência. Para dar mais segurança à população, o programa GDF Presente está concentrado desde a semana passada na limpeza dos bueiros de todos os 16 conjuntos viários espalhados pela Asa Sul e pela Asa Norte. A ação inclui a retirada de material orgânico e de lixo comum, que se acumulam entre as galerias pluviais, além da troca de tampas e da lavagem das tubulações.

35 bocas de lobolimpas e revitalizadas em apenas um dia

Um trato geral nas áreas adjacentes também está entre os serviços do programa – varrição e capina da área verde que contorna os viadutos, entre outras intervenções. Desde a semana passada, equipes do Polo Central Adjacente 1, com apoio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), capricham na execução dos serviços, em um ritmo de trabalho que já chegou a quatro entrequadras finalizadas: as 3/4 , 5/6 e 7/8 da Asa Sul; e a 1/2 da Asa Norte.

Para a administradora do Plano Piloto, Ilka Teodoro, trata-se de uma ação importante para manter as estruturas “vivas” e transitáveis. “Depois da recuperação estrutural das tesourinhas, promover a limpeza e a desobstrução das bocas de lobo é fundamental para evitar alagamentos e prevenir acidentes. As ações do GDF Presente nos garantem esse cuidado com a cidade”, destaca.

Em apenas um dia, 35 bocas de lobo foram limpas e revitalizadas. Além disso, um caminhão com 10 toneladas de entulho recolhidos das áreas verdes.

“Encontramos muita sujeira nos jardins. Muitas pedras, galhadas de árvores, folhas e alguns pedaços de concreto que sobraram das obras. Vamos limpar uma por uma, e o trabalho continua na semana que vem”, explica o coordenador do Pólo Adjacente I do GDF Presente, Lucio Barbosa.

Reformas estruturais

 

O GDF vem trabalhando na reforma estrutural de todos estes espaços, que nunca passaram por intervenções tão amplas desde a sua inauguração, em 1960. Na Asa Norte, todas as tesourinhas passaram por reparos e já estão liberadas. Na Sul, cinco conjuntos seguem em obras.

O conjunto da obra inclui a recuperação de estruturas de concreto, reconstrução dos guardas-rodas – muretas de proteção fixadas nos eixinhos – e na substituição de ferragens enferrujadas. Elas ganham também uma nova urbanização.

 

Texto por: Agência Brasília

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros